Home
História
Atividades
Localização
Apresentação do Pastor
Palavra do Pastor
Em que Cremos
Pedido de Oração
Fale Conosco
Artigos
Esboço de Mensagens
Estudos
Fotos
Escola Bíblica de Férias 2009
 
 
 
Esboço de Mensagens
O SENHOR É NOSSA BANDEIRA - II (Hebreus 12.1- 3)
Como devo andar olhando para Jesus?
Tamanho da Letra: Aumentar tamanho da letra

Introdução

Há um hino que diz o seguinte: “Volte seus olhos na direção de Jesus. Olhe bem para sua maravilhosa face; E as coisas da terra diminuirão à luz de sua glória e graça.” (Helen H. Lemmel).
Certamente, tal exortação tem como base o conselho que recebemos no texto de Hebreus no que diz respeito a olhar firmemente para Cristo.
O caráter principal de Hebreus é exortação. Isto é visto em Hb 12. Se anteriormente ele exortou os seus leitores para que perseverassem em fazer a vontade de Deus (10.36), agora, ele os exorta para olharem para Jesus.
A pessoa de Cristo é muito evidenciada em todo o texto de Hebreus. O autor coloca em destaque a pessoa de Jesus, o Filho de Deus, sua supremacia sobre todos. Seja sobre anjos, sobre Moisés e sobre o sacerdócio do Antigo Testamento. Cristo é supremo sacerdote que penetrou nos céus e que por meio de seu sangue, nos abriu um novo e vivo caminho para entrar no Santo dos Santos.
A centralidade de Cristo é tão evidente que o autor mostra que o destaque de sua pessoa não está apenas presente nos escritos, mas também na vida de todos os cristãos.
Exatamente por isso, no texto, os cristãos são exortados para que estejam com os olhos fixos em Jesus. Cristo. Portanto, Jesus é a referência de seus seguidores. Cristo é a bandeira de sua igreja.
Olhar para Cristo faz parte de nossa caminhada na terra. No entanto de que maneira deve o cristão andar com os seus olhos fixos em Cristo?
A resposta para essa pergunta é encontrada no v. 1. Nele aprendemos dois princípios importantes que devem fazer parte da vida daquele que anda com os olhos em Cristo.

1 – Desembaraço de todo peso de pecado
Os primeiros leitores de Hebreus conheciam bem as competições esportivas. Os atletas competiam num estádio local, enquanto os espectadores (nuvens de testemunhas) ficavam assentados nas arquibancadas, os assistiam.
O autor toma as imagens, as roupas e as condições dos competidores e com tais imagens ilustra a situação de todos os crentes em Jesus.
Ele se coloca, junto com os leitores na mesma situação, ou seja, na condição de um atleta. Isso, certamente, ensina que todos os crentes em Cristo estão numa mesma batalha.
O peso de que fala o autor no v.1 diz respeito às roupas dos competidores. Quem disputa uma corrida deve vestir-se com uma roupa apropriada que favoreça a movimentação e tenha o mínimo de peso.
Portanto, todo excesso de peso deve ser eliminado para o melhor desempenho. Com isso, o autor quer ensinar que tudo o que atrapalha a nossa corrida cristã, deve desaparecer. Todo peso que nos atrapalha deve ser lançado fora.
Quais seriam esses pesos? Jesus em Lucas 21.34 fala de alguns pesos. São eles: a orgia, a preocupação demasiada com as coisas deste mundo, a embriaguez.
“Acautelai-vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que o vosso coração fique sobrecarregado com as conseqüências da orgia, da embriaguez e das preocupações deste mundo, e para que aquele dia não venha sobre vós repentinamente, como um laço”.
Paulo, em Colossenses 3.8 fala de outras coisas que devemos abandonar. “Mas agora, abandonem todas estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência, e linguagem indecente no falar.” (NVI).
Tiago, nos fala para livrarmos da impureza moral (Tg 1.21). Em 1 Pedro 2.1 somos exortados para abandonarmos a hipocrisia, o engano.
O autor de Hebreus ensina que é necessário nos livrarmos de tudo aquilo que nos atrapalha ou nos torna lentos, e especialmente aqueles pecados que nos prendem de tal maneira que nos fazem cair.

2 – Correr com perseverança

Essas palavras ecoam a declaração de Paulo em Filipenses 3. 13-14 que diz: “Mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”
O corredor só tem um objetivo: Chegar ao final de uma corrida e conquistar o prêmio. Ele não permite que nada desvie a sua rota. Seu propósito é bem definido.
Durante a corrida, a visão da linha de chegada encoraja o corredor a persistir e redobrar os seus esforços. Ele continua a correr em direção ao alvo.
Na corrida espiritual, o alvo é Cristo. E Jesus nos fornece condições de percorrê-la toda, pois sabe de nossas fragilidades. porque ele as sentiu na pele. Isso, porque Ele sentiu na própria carne as dificuldades do ser humano. Cristo experimentou a fome, o frio, a angústia e a tentação.
O próprio autor de Hebreus nos fala a respeito disso: “Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados.” Hebreus 2:18.
A perseverança nasce do fato de estarmos com os olhos fitos em Cristo e sabermos que dele sempre virá a providência necessária para vencermos essa corrida.
A perseverança na corrida brota da certeza de que em Cristo nos somos mais que vencedores. A perseverança é fruto da fé de que Deus há de completar a obra que ele mesmo iniciou em nossas vidas.
A perseverança na corrida, portanto, é própria da pessoa que não desvia seus olhos daquele que é o autor e consumador de sua fé, Cristo Jesus.

Conclusão

Assim como para o atleta é importante não perder o foco, isso também se aplica ao cristão. Todos devem estar com os seus olhos voltados para a mesma coisa, ou melhor, para a mesma pessoa, Cristo.
E caminhar, olhando para Cristo deve ser norteado por dois princípios: 1 – Desembaraço de todo peso de pecado; 2 – Correr com perseverança. Que a luta contra o pecado seja constante e determinada. Que a perseverança seja um propósito incondicional.
Que estes princípios estejam presentes em nossa vida e não façam parte apenas de um discurso. Que eles sejam nosso estilo de vida e assim reflitam nosso amor por Deus e nosso propósito de viver de modo santificado.

 
Fonte: Rev. Carlos Eduardo Pereira de Souza
03/08/2010 - 17:22:40

« Voltar para página anterior  
Igreja Presbiteriana de Serra Negra
Rua: Amparo, 82 - Centro | Serra Negra / SP | CEP: 13930-000 | e-mail: contato@presbiterianaserranegra.com.br
Desenvolvido por: Circuito Virtual